Change

01:40
" The first step to getting what you want is having the courage to get rid of what you don't.
-Kapten&Son "



Hey, tudo bem? Hope so!
Até porque o post de hoje é daquele género que já não faço faz bastante tempo porque preciso de me sentir mesmo inspirada para tal ahah.
Estava a fazer o meu trabalho de Economia e ups... o rato deslizou e clicou no youtube. É verdade. Também vos acontece? Maldito rato! E fui então ver o novo vídeo da Kalyn visto que pronto, se me seguem há algum tempo já não é novidade que é a minha youtuber favorita. Adoro as Coffee Talks dela e esta chamou-me particularmente á atenção visto que passei por um período de grandes mudanças recentemente e vocês testemunharam isso.



No vídeo, a Kalyn explica que mais vale estarmos abertos a novas descobertas, novas realidades porque a única coisa constante na vida é a mudança. E que verdade! Pode não nos parecer a melhor coisa quando estamos felizes com a maneira como a nossa vida está, mas temos de ver as coisas noutra perspetiva. Que não podemos olhar de forma negativa para a nossa vida porque tal como um dominó, acaba por se arrastar. Mais vale pararmos e apreciar o bom da mudança.
Mudar, é bom. Mudar significa crescer e acrescentar mais experiências.
"Ah e tal, e se correr mal?" Bem, se correr mal, aconteceu por alguma razão e algo havemos de aprender.
A mudança envolve sempre algo bom e mau, por isso só temos de apreciar o que vamos aprender tanto com as coisas boas como com as más. Mais vale vivermos felizes com a nossa vida e tentarmos ver tudo de uma maneira positiva. ALERTA CLICHÉ: Só vivemos este dia uma vez. É um cliché daquela palavra começada por C grande mas é verdade!


A maneira como vemos as coisas muda a nossa maneira de agir e o nosso humor. Na verdade, afeta tudo na nossa vida incluindo o relacionamento com os outros. Influência até aquilo que fazemos - se pensarmos negativo, as coisas não têm como correr bem. Quando se vê tudo pelo lado negativo, acaba por começar a ser o pensamento a controlar-nos e não nós a controlarmos o pensamento e isso só nos faz sentir ainda mais fora de controlo durante a mudança.
Uma das frases que me marcou no vídeo foi "What is happening is happening for you and not to you" (O que está acontecer, está a acontecer para ti e não a ti).


Vou então agora contar-vos a minha história sobre a mudança.
Já tinha falado noutro post sobre o que me aconteceu durante este ano onde me dispo de inseguranças e medos e vos conto TUDO! Este assunto foi abordado mas de uma maneira muito subtil, agora chegou a hora de vos contar a história.
Estava no fim do décimo ano do curso de artes visuais: caras conhecidas, escola dentro da minha localidade, nunca estava sozinha, a minha rotina era dentro da minha zona de conforto. Mas eu estava farta; Artes não era para mim, aquela rotina não era a que eu realmente queria. Eu queria algo mais, estava farta das minhas amizades tóxicas, de ir para a mesma escola onde só andava porque não arriscava, era perto. Foi então que decidi que precisava de mudar, para algo que eu realmente queria sem medo da mudança. Tudo correu mal com as primeiras escolas que pensei frequentar: a minha mãe não aprovava, eram muito longe, o curso de fotografia não me enchia as medidas.
Agora até acho piada porque pensei em ir para tudo menos para Gestão. Ou para uma escola tão longe. Foi então que o meu melhor amigo me disse que a escola onde ele andava talvez fosse o que eu estava a procura. Mas sempre pensei « Gestão não é para mim. Nunca me vou safar. »Até que ele me disse "tu tens de seguir o que achas que é para ti, não aquilo que os outros dizem que é para ti". Até então, não me tinha apercebido que era exatamente isso que estava a acontecer.
Arrisquei, entrei nessa aventura onde tudo era novo: ia passar a ter de ir e voltar de transportes, ia para uma escola onde não conhecia ninguém, onde tinha de deixar que me conhecessem. Sem contar que ia para um curso que era arriscado para mim devido ao meu problema com Matemática. Ah e aquela escola tem muito mais rapazes do que raparigas, ia para um estágio numa empresa. Pode não parecer muito, mas sempre fui muito introvertida e aquilo para mim foi um grande abanão.
E o mais engraçado é que eu nunca soube quem eu era, do que gostava, o que queria... até esta mudança acontecer. Esta mudança fez-me crescer tanto, aprender, viver. E era exatamente esta mudança que me faltava. E se eu me tivesse mantido na minha zona de conforto sem arriscar, estaria infeliz, a detestar onde estava e a amaldiçoar-me por não o ter feito enquanto podia.
E isso fez-me realmente perceber que é no meio da confusão que, ao tentar lidar contudo, nos apercebemos sem querer de quem realmente somos.
Não tenhas medo de mudar, ao inicio a nova realidade é sempre assustadora, mas se não mudarmos, como vai ser a nossa vida? Será sempre igual e nós não seremos nós.


Desafio-te a responderes (para ti ou nos comentários - como te sentires mais confortável) a estas perguntas:

  • O que queres realmente fazer?
  • Estás feliz em como a tua maneira está agora?
  • O que perdes se tentares?
  • O que ganhas se tentares?
  • O que te impede de correres atrás do que realmente queres?
  • Era algo que podia realmente mudar a tua vida?
  • Qual o teu maior medo?
  • E o mais importante: o que o teu coração te diz sempre que idealizas esse teu sonho?

5 comentários:

  1. Eu também fui para o curso de arquitetura e estive 3 anos e depois decidi que não era para mim e mudei para economia e fiz o curso entretanto a minha vida já deu tanta volta. Que a questão que coloco agora é o significado do que estou a passar e porquê estou com problemas de saúde...
    Xoxo

    marisascloset.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. O medo muitas vezes impede-nos de seguir em frente.

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  3. obrigada pelo comentário <3
    adorei esta publicação, acaba por ser mesmo muito inspirador! não podemos ter medo de correr atrás daquilo que mais queremos :)

    www.pinkie-love-forever.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Gostei do post!

    Beijinhos,
    Inês
    http://www.indiglitz.pt

    ResponderEliminar
  5. Wonderful thoughts and thanks for sharing. Greetings!

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.