Between Causes And Effects

10:00
"Remmember that happiness is a way of travel, not the destination." 
(Lembra-te que a felicidade é a viagem, não é o destino.)

*foto via Pinterest*

A relação causa-efeito é uma conhecida por todos nós. 

Comprei um par de calças, fiquei com menos 20€ na conta.
Vi um filme lamechas, acabei a chorar enrolada na minha mantinha e a pensar o quão miserável a minha vida é.

A última é a que mais se relaciona com a relação «acontecimentos exteriores – efeitos emocionais» que é onde pretendo chegar. Se bem que também podemos transformar a primeira em: Comprei um par de calças, agora sinto-me mal porque era dinheiro que não devia ter gasto. 
Ora bem, vou mesmo prosseguir com este exemplo porque acho que demonstra na perfeição o ponto ao qual quero chegar.

Por norma, temos a crença falsa de que uma situação desencadeia de imediato um efeito emocional. Assim do tipo:

SITUAÇÃO
EFEITO EMOCIONAL
Comprei umas calças que andava à séculos a prometer que seriam minhas.
Depressão, culpa.



No entanto, a psicologia acredita firmemente (e eu também) que há um intermédio, e esse intermédio tem o nome de «Pensamento». E agora vocês dizem-me «Ah Sara, pelo amor de deus! Claro que não tem nada a ver. Se o meu gatinho faleceu, eu vou ficar triste, não há como ficar contente por isso». Pois não. Eu bem sei disso. Quando o meu gato faleceu, fiquei de rastos. Mas a questão é: Não se trata de ficar feliz por tudo, até porque há casos em que isso é extremamente difícil. Mas sim de encontrar outro caminho para o nosso pensamento. Ok, o nosso gatinho morreu. Mas viveu uma vida feliz e acredito que tratei como devia. Claro que a dor continua presente mas é preferível este pensamento ao «Mal estive presente para ele, sou uma treta, como vou viver sem ele?». O facto é que estamos sem o nosso melhor amigo, mas em vez de nos massacrarmos com pensamentos que só nos vão conduzir à depressão, vamos ficar agradecidos por termos tido a oportunidade de cuidar daquele bichinho amoroso.

Acreditem, não vão ficar presos nessa situação para sempre.
Retornando ao exemplo das calças.
Comprei umas calças e tenho duas hipóteses:

SITUAÇÃO
PENSAMENTO NEGATIVO
EFEITO EMOCIONAL
Comprei umas calças que andava à séculos a prometer que seriam minhas.
Bolas, gastei dinheiro. Que treta. O dinheiro é tão importante para bem… é importante.
Depressão, culpa.
Provavelmente mal vou usar as calças e já gastei dinheiro nelas.



SITUAÇÃO
PENSAMENTO POSITIVO
EFEITO EMOCIONAL
(É igual, não vos vou maçar a escrever precisamente o mesmo)
*a olhar-me ao espelho*
Wow! Quem és tu? Ficas umas brasa nessas calças!
Confiança, felicidade.
Vou aproveitar as calças já que gastei dinheiro nelas e estou a arrasar!



Agora digam-me que já não vos aconteceu uma situação deste género. Não exatamente das calças mas em que a mudança de pensamento teria feito toda a diferença?
Poderia passar o dia inteirinho a dar exemplos e razões para que acreditem que os pensamentos são mesmo um intermediário. No livro A arte de não amargar a vida, o psicólogo Rafael Santandreu dá um exemplo excelente sobre este assunto: há pessoas que se separam e ficam radiantes com isso porque há um mundo lá fora, fora do casamento que se revelava tóxico ou do casamento em que parecia estar tudo bem. 
Nunca duvidem que o pensamento é a chave para quase tudo na nossa vida. Dai essa ser a razão pela qual devemos aprender a criar outros caminhos no nosso pensamento, tal como o exemplo fútil –mas realista – acima nos demonstra.


Como criar outros caminhos no pensamento.

Na situação das calças, seria algo do género «Pronto, já gastei o dinheiro nas calças. Agora vou usá-las porque sei que valeram cada tostão e não me perdoaria se não as comprasse. Vou voltar a vesti-las e ver como me ficam. Wow. Ficam melhor do que na loja. Que se lixe, vou estriá-las hoje mesmo!»

Posso parecer hipócrita ao dizer que todas as situações são assim tão simples. De facto não o são. Mas se aprendermos a canalizar os pensamentos destrutivos para outras perspetivas, a situação poderá mudar, sim. E se canalizarmos os pensamentos para a mentalidade de que da situação vamos tirar alguma aprendizagem, será diferente, sim. 
Geralmente numa situação em que nos sentimos mais ansiosos, os pensamentos vão direcionados para o negativo e devemos trabalhar a nossa mente de modo a darmos por conta disso e quase saltar da cadeira quando pensamos «Calma lá! Porquê este drama todo? Não me vou passar e começar a gritar com toda a gente, vou repensar a situação e em maneiras de a resolver». Touchet. 
O derradeiro truque, o que fica mesmo acima de conseguirmos criar este “desvio”, é ganharmos consciência de quando entramos em pensamentos desnecessários em situações que nem são tão dramáticas assim.

O resto é canja.

A partir do momento em que começamos a treinar a nossa mente (e vai demorar, não vou mentir, ainda estou a trabalhar nisso, na realidade), a torna-la forte como um músculo, o resto é mesmo canja. Quando dermos por nós, estamos a criar outros caminhos em situações que antes nos eram desesperantes. Mesmo sem sequer fazermos ideia.




9 comentários:

  1. Your blog is amazing :) i really like it.
    i've started following you!

    kisses!
    http://lalabetterdayz.blogspot.co.uk/

    ResponderEliminar
  2. obrigada pelo comentário <3
    gostei mesmo muito desta publicação :D

    www.pinkie-love-forever.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Gostei bastante da tua partilha, mas vais ver que chegas lá
    Beijinhos
    Novo post (Conjunto Novo) // CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  4. Great post!
    I'd be happy friendship blogs! I follow you, I hope you will follow me back)
    wdresscode.blogspot.ru

    ResponderEliminar
  5. Adorei o post muito bom
    Conheci seu blog agora ja estou dando uma voltinha por ele adorei e ja te sigo

    Visita e siga meu blogue por favor
    https://coisasdecrespasoficial.blogspot.com/2018/04/15-melhores-legendas-para-instagram.html

    ResponderEliminar
  6. passaste muito bem a mensagem acho que todos nós já tivemos uma experiencia assim
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.